Império do Brasil - Dom Pedro II

 

O imperador D. Pedro II em fotografia de 1855, aos 29 anos. Dom Pedro de Alcântara nasceu no Palácio da Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, em dois de dezembro de 1825. Filho do Imperador Dom Pedro I e da Imperatriz Dona Maria Leopoldina. Com a proclamação da República, exila-se em Paris até a sua morte em 1891.

 

Em 1840, o Senado imperial declara a maioridade do príncipe herdeiro Pedro Alcântara, com apenas 15 anos. A maioridade permitiria que ele fosse coroado no ano seguinte com o título de Pedro II.

1841 - O príncipe herdeiro é coroado Dom Pedro II, Imperador do Brasil.

1842 - Revolução dos liberais que, com os conservadores, se organizaram como partidos políticos.

1845 - A Inglaterra aprovou a Lei Bill Aberdeen, que permitia aos navios ingleses atacarem, em águas internacionais, navios envolvidos com o tráfico de escravos. A escravidão em todos os territórios britânicos foi abolida em 1834.

Em fevereiro, realizou-se a paz na Guerra dos Farrapos.

1850 - Em 14 de novembro foi promulgada a Lei Eusébio de Queiroz. Ficava proibido o tráfico negreiro intercontinental.

1853 - o baiano Zacarias de Góes e Vasconcellos fundou a Província do Paraná, desmembrada de São Paulo.

1856, em 8 de dezembro foi inaugurado o primeiro sistema de água encanada do Brasil, pela Companhia do Queimado da Bahia. A água jorrou em chafarizes europeus espalhados pela Cidade do Salvador.

1859 - Em 1º de outubro, o Imperador D. Pedro II partiu, em viagem às províncias do norte, em companhia da imperatriz Tereza Cristina.

1864 a 1870 - Guerra do Paraguay

1867 - Em 27 de março foi assinado o Tratado de Ayacucho, com a Bolívia, negociado pelo pernambucano Felippe Lopes Netto. O Brasil estava em guerra com o Paraguay e buscava um aliado importante, pois a Bolívia é vizinha dos dois países. O Tratado de Amizade, Limites, Navegação, Comércio e Extradição definia os limites entre Brasil e Bolívia, com as terras do atual Estado do Acre, pertencendo à Bolívia, com base no princípio uti possidetis. Um novo acordo, em 1903, transferiu o Acre para o Brasil.

1871 - Promulgada a Lei do Ventre Livre, que concedia liberdade aos filhos de escravos nascidos a partir de então, que ficavam sob a tutela dos senhores de escravos até atingirem a maioridade completa.

A invenção do processo de vulcanização da borracha, em 1839, resultou em grande demanda dela, a partir dos anos 1870, com a popularização de veículos com rodas revestidas de borracha, iniciados com os escoceses Thomson Road Steamers. O primeiros desses veículos chegou na Bahia em abril de 1871, importado pelo jurista baiano Francisco Antonio Pereira Rocha. A grande demanda da borracha provocou um aumento de sua exploração na Amazônia. A cidade de Manaus passou por um período de grande prosperidade, que duraria até a Segunda Guerra Mundial.

1884 - As províncias do Ceará e do Amazonas tornam-se as primeiras a abolir a escravidão.

1885 - Promulgada a Lei dos Sexagenários, que libertou os escravos com mais de 60 anos.

1888 - Em 9 de maio foi aprovada a Lei Áurea, que concedeu liberdade aos escravos. Em 13 de maio a lei foi sancionada pela Princesa Isabel, filha do imperador Dom Pedro II. A economia escravagista era um dos pilares da Monarquia.

1889 - Em 15 de novembro, Deodoro da Fonseca proclamou a República. Cansado, Dom Pedro II afastou-se do poder, sem resistência, e foi para Portugal, na madrugada do dia 18 de novembro. Apesar dos muitos conflitos, D. Pedro II foi um governante sensato. Era bem informado e bem relacionado com as cortes europeias. Promoveu grande prosperidade no Brasil, mas evitou a criação de universidades.

 

Continuação do século 19:

Ciclo da Borracha

● 1889, República

● 1896, Guerra de Canudos

● Mais: Brasil no Século 20

 

D Pedro II

 

Embarque de D. Pedro II para a Europa, na madrugada de 18 de novembro (desenho feito d'après nature, no Largo do Paço, publicado no jornal Cidade do Rio, do dia 20).

 

O monumental pavilhão neoclássico construído na Bahia para a chegada do Imperador, em 1859.

 

Ministro Imperio

 

O baiano Zacarias de Góes e Vasconcellos (1815-1877) foi um espécie de primeiro ministro do Império, presidente da Câmara dos Deputados, senador, escritor e fundador do Paraná.

Após escrever o livro Da Natureza e Limites do Poder Moderador, em 1860, tornou-se líder da oposição.

Zacarias foi um expoente de sua época.

 

Partida

 

Bahia

 

◄ Império do Brasil (assunto anterior)

◄ Brasil no Século 19

 

Historia Brasil

 

Copyright © Guia Geográfico - Informações e Dados Históricos do Brasil - 2° Imperador do Brasil.

 

Republica Brasil

 

Historia do Brasil

 

Império do Brasil - Dom Pedro II